Pré-sal atinge a marca de 500 mil barris de óleo por dia
Número foi atingido apenas oito anos após o anúncio das descobertas
 
 
No dia 24 de junho, a produção do pré-sal atingiu a marca recorde de 500 mil barris de petróleo por dia (bpd), passando a representar, oito anos após a descoberta das gigantescas reservas do pré-sal, cerca de 22% da produção total brasileira. A Repsol Sinopec Brasil tem muito orgulho por contribuir para essa marca histórica, uma vez que integra o consórcio, junto com Petrobras (operadora) e BG E&P Brasil, que detém os direitos sobre o bloco BM-S-9, onde está o campo de Sapinhoá, no pré-sal da bacia de Santos.
 
 
O campo de Sapinhoá tem um volume recuperável total estimado em 2,1 bilhões de barris de óleo equivalente (boe). No momento, o campo tem três poços produtores conectados à FPSO Cidade de São Paulo. Um deles, o SPS-77A, possui o recorde de produção hoje no Brasil, produzindo 36 mil barris de petróleo por dia. Nos próximos dias, um quarto poço será conectado à FPSO, o que fará com que a plataforma atinja sua capacidade máxima de produção, que é de 120 mil bpd.
 
Ainda para este ano está prevista a entrada em produção de Sapinhoá Norte, no mesmo bloco, com a chegada da FPSO Cidade de Ilhabela, já em fase de finalização. Também no bloco BM-S-9, está prevista, para o segundo semestre de 2016, a entrada em produção do campo de Lapa. 
 
 
A Repsol Sinopec ainda tem participação em outras duas descobertas no pré-sal brasileiro: no bloco BM-C-33, na bacia de Campos, do qual é a operadora, e no bloco BM-S-50, na bacia de Santos, operado pela Petrobras. No primeiro foram feitas as descobertas de Pão de Açúcar, Seat e Gávea, que juntas apresentam estimativas in place de mais de 700 milhões de óleo e mais de 3 trilhões de pés cúbicos de gás, no segundo foi feita a descoberta de Sagitário.
 
 
 
 
Plataforma Educativa Repsol Sinopec comemora cinco anos
Programa foi criado em 2009 para levar cidadania à comunidade pesqueira
 
 
Em seu aniversário de cinco anos, completados no dia 9 de julho, a Plataforma Educativa Repsol Sinopec tem muitos motivos para celebrar. Afinal, já são mais de 12 mil pessoas atendidas e 68 mil quilômetros percorridos, além de já ter passado por 17 cidades de Rio de Janeiro, São Paulo e Espírito Santo. Só no curso “Pescador profissional (POP)”, em parceria com a Marinha do Brasil, foram formados 538 pescadores.
 
 
“A Plataforma Educativa é um grande orgulho para a Repsol Sinopec Brasil. São cinco anos de estrada e histórias, levando cidadania e valorizando os pescadores e suas famílias. Não à toa, apresenta resultados tão expressivos”, diz Alejandro Roig, diretor de Comunicação e Relações Externas da Repsol Sinopec Brasil.
 
Com foco no desenvolvimento comunitário e na cidadania, a Plataforma Educativa Repsol Sinopec é um programa itinerante que leva conhecimento, qualificação e aperfeiçoamento profissional às comunidades costeiras. O projeto é coordenado pelo Instituto Atlantis de Preservação Ambiental e tem parceiros como a Marinha do Brasil, a fabricante de motores Yanmar e a Fundação Instituto de Pesca do Estado do Rio de Janeiro (Fiperj), além de prefeituras e secretarias municipais.
 
 
Todas as atividades são gratuitas, acompanhadas por material didático e ministradas em uma unidade móvel de 12 metros de comprimento, com capacidade para 25 alunos por turma e equipada com computadores, kit multimídia e rádio alimentado por energia solar.  
 
Também fazem parte da grade da Plataforma Educativa Repsol Sinopec os cursos de “Manutenção preventiva de motores”, “Gestão de resíduos no mar”, “Processamento de pescados”, “Rádio amador” e “Marinheiro auxiliar de convés (MAC)”. E graças à rede de parceiros, a Plataforma Educativa também abriga atividades complementares, como palestras sobre “Legalização de embarcações”, “Legislação ambiental sobre pesca” e “Conservação de pescado”.
 
 
Caraguatatuba recebe o Programa
 
Dando continuidade à sua jornada pelo litoral norte de São Paulo, a Plataforma Educativa Repsol Sinopec chegou à Caraguatatuba no dia 23 de junho, onde ficará até o dia 21 de julho, promovendo os cursos “Mecânica preventiva de motores”, “Gestão de resíduos de embarcações” e “Gestão de resíduos para o Mercado de Peixe”. Além dos cursos, também serão realizadas palestras sobre ergonomia e câncer de pele, em parceria com a Secretaria Municipal de Saúde, e uma ação lúdica de educação ambiental com crianças. Todos os cursos e atividades são gratuitos.
 
No dia 22 de julho, a Plataforma Educativa pega mais uma vez a estrada e vai para Cabo Frio, no Rio de Janeiro.
 
 
 
 
Leo Gandelman lança disco com Eduardo Faria no Sarau Repsol Sinopec
Saxofonista dedicou o show à produtora artística Heloísa Tapajós
 
 
Em um show marcado por muita emoção, por ser o primeiro do Sarau Repsol Sinopec sem a sua produtora artística Heloísa Tapajós, falecida em 6 de junho, o saxofonista Leo Gandelman fez o pré-lançamento do disco Música de fronteira, em parceria com o pianista Eduardo Faria. 
 
“Esta é uma noite muito especial. No dia 6 de junho uma pessoa muito querida nos deixou. Ela foi uma das idealizadoras deste projeto, que neste ano chega à sua oitava temporada. Sem a Heloísa Tapajós o Sarau Repsol Sinopec não teria o sucesso que tem. Além de muito benquista por todos no meio artístico, a Helô era uma das maiores conhecedoras da música brasileira, independentemente do estilo. E para celebrar a vida da Helô, que sempre foi uma explosão de alegria, teremos um grande show hoje”, disse Alejandro Roig, diretor de Comunicação e Relações Externas da Repsol Sinopec, antes de apresentar Leo Gandelman e Eduardo Faria.
 
Com transmissão ao vivo pela internet, Leo Gandelman e Eduardo Faria apresentaram, no palco da Pequena Cruzada, no Rio de Janeiro, o repertório do disco que estão lançando, com canções de compositores como Ernesto Nazareth, Villa-Lobos e Waldir Azevedo, além de algumas canções do próprio saxofonista. 
 
 
“Estamos muito felizes por estar fazendo este lançamento. Para mim, fronteira não é um lugar de separação, mas sim de encontro, de interseção. No caso de Música de fronteira, é o encontro entre o erudito e o popular, um território demarcado desde as últimas décadas do século XIX, com o surgimento do choro e de autores como Ernesto Nazareth”, disse Leo Gandelman sobre o disco. “Também aproveito para dedicar este show à Heloísa Tapajós, uma pessoa muito especial, e à família dela”.
 
O próximo show do Sarau Repsol Sinopec será no dia 30 de julho, com um dos principais nomes da bossa-nova: Marcos Valle.
 
 
 
 
 
Fernanda Oliveira e Ana Barbachan vencem torneio na raia do Mundial de Classes
Velejadoras patrocinadas pela Repsol Sinopec venceram a Coach Regatta Santander
 
 
As velejadoras olímpicas Fernanda Oliveira e Ana Barbachan foram as campeãs na classe 470 da Coach Regatta Santander, na Espanha, onde, em setembro, será realizado o Mundial de Classes Olímpicas. A competição, realizada entre os dias 8 e 11 de junho, teve a participação de trinta duplas femininas. 
 
Entre os dias 8 e 15 de julho, Fernanda e Ana disputam, em Athenas, na Grécia, o Campeonato Europeu da classe 470. Depois elas voltam para o Brasil para competirem no Sul Americano da classe, de 30 de julho a 1º de agosto, e na Aquece Rio International Regatta, evento teste para as Olimpíadas de 2016, entre os dias 2 e 9 de agosto, com mais de 400 velejadores do mundo todo. Ambas as competições serão realizadas na Baía de Guanabara. 
 
 
 
 
 
Programa Master divulga selecionados para curso na Espanha
Foram escolhidos três engenheiros e um geocientista
 
Foram divulgados no dia 5 de junho os nomes dos quatro selecionados para participar do Programa Master 2014: Vinícius Rios, Thayane Barghigiani, Gustavo Loureiro e Felipe Deguchi. Eles foram escolhidos após um longo processo seletivo que contou com mais de mil candidatos, entre provas de conhecimentos específicos e dinâmicas de grupo e entrevistas.
 
Os quatro farão o curso de especialização em Exploração e Produção de Hidrocarbonetos, desenvolvido pelo Centro Superior de Formação Repsol e ministrado fundamentalmente em Madri, com alguns módulos em parceria com a Heriot-Watt University, em Edimburgo (Escócia). O corpo docente é formado por professores de conceituadas universidades internacionais e renomados profissionais da indústria.
 
“O Programa tem duração de dez meses. As aulas começam em setembro e vão até julho de 2015. Os brasileiros selecionados integram uma turma com alunos de diversas nacionalidades – todos estudam em tempo integral, totalizando 1.500 horas de aula”, explica Daniele Lemos, gerente de Gestão de Pessoas da Repsol Sinopec Brasil.
 
 

 
Repsol Sinopec Brasil patrocina prêmio O Melhor do Rio 2014
Evento contemplou lugares que se dedicam a fazer da cidade um lugar privilegiado
 
Foi realizada no dia 24 de junho, com patrocínio da Repsol Sinopec, a 4ª edição do prêmio O Melhor do Rio, que contemplou 49 estabelecimentos e serviços que contribuem para que o Rio de Janeiro seja mundialmente conhecido como a Cidade Maravilhosa. 
 
A premiação, promovida pela revista Época e pela Editora Globo, é dividida em cinco categorias: Cultura, Noite, Bares, Restaurantes e Guloseimas. O diretor de Comunicação e Relações Externas da Repsol Sinopec, Alejandro Roig, entregou os prêmios de Cultura.
 
 
Antes do anúncio dos premiados, houve um show da cantora e pianista Joyce Cândido, revelação da MPB e ganhadora do Brazilian International Press Awards 2011, na categoria Melhor Cantora Brasileira nos Estados Unidos. Joyce também foi a convidada de maio do Sarau Repsol Sinopec.