Semana do Meio Ambiente

Repsol Sinopec Brasil comemora a Semana do Meio Ambiente

 

A Repsol Sinopec Brasil celebrou no mês de junho a Semana do Meio Ambiente. Tendo como lema: "Alimento que gera transformação", as comemorações contaram com palestras, sorteio de brindes entre os colaboradores da companhia, degustação de produtos naturais e uma caminhada na trilha do Morro da Urca (foto). Essas ações serviram de mote para as discussões sobre responsabilidade social, ecologia e o compromisso de cada cidadão com o meio ambiente, em meio ao caos das grandes cidades. 
 
O ciclo de palestras foi aberto por Marcio Schiavo (Diretor da agência de responsabilidade social Comunicarte) que abordou o tema, "Responsabilidade Social e Sustentabilidade". Ele falou sobre o papel social das empresas no mundo globalizado, das novas tendências macroeconômicas (economia compartilhada, economia verde e economia solidária) e de como os consumidores começam a mudar seus hábitos diante dessa nova realidade: "Quando há concorrência, o valor agregado influencia na escolha do consumidor", avaliou. Ao final da palestra, foi oferecido um lanche natural para os presentes, e sorteado o livro "Roberto Burle Marx - Uma experiência estética: paisagismo e pinturas", editado pela Repsol Sinopec Brasil, e boxes e camisetas do projeto Sarau 2012.
 
"Se o século XX foi o século do consumo, o século XXI tem que ser o da qualidade de vida", afirmou Estanislau Maria (jornalista e coordenador de conteúdo do Instituto Akatu) dando início à segunda palestra do evento: "Consumo consciente e futuro sustentável", realizada no dia 05 de julho, o dia do Meio Ambiente! Em sua intervenção, Estanislau fez uma analogia entre consumismo desenfreado, degradação ambiental e o desperdício de alimentos em um planeta faminto. Um planeta onde 16% da população mundial consomem 78 % dos recursos naturais. Ele ainda deu algumas dicas para o consumidor responsável: fazer escolhas saudáveis de alimentação, ler os rótulos das embalagens dos alimentos, desconfiar das promoções nos supermercados e procurar produtos e serviços com responsabilidade socioambiental. Após a palestra houve a degustação de produtos feitos com o aproveitamento integral de alimentos.
 
 
A Mata Atlântica é Aqui! Esse foi o tema da última palestra da semana, ministrada por Thiago Massagardi (coordenador de relacionamento da Fundação SOS Mata Atlântica). Ele fez um histórico sobre a importância da floresta para a economia do país, e de como o desmatamento quase a extinguiu. Contando com mais de 360 mil filiados e parceiros, como a Repsol Sinopec Brasil, a fundação desenvolve diversos programas destinados à preservação de sua fauna e flora. Das 633 espécies de animais ameaçadas de extinção no Brasil, 383 estão na Mata Atlântica. Além disso, ela é o manancial de sete das nove bacias hidrográficas existentes no país, e o lar 112 milhões de brasileiros. Ou seja, 61% da população brasileira vivem em 3.284 municípios dentro da Mata Atlântica. A palestra terminou com a degustação de sucos de frutas da floresta e o sorteio de brindes da fundação. A Repsol Sinopec Brasil se orgulha de ser a única petroleira parceira da Fundação SOS Mata Atlântica, e acredita que um futuro sustentável passa fundamentalmente pela preservação do meio ambiente.
 
 
Para fechar a semana, nada como uma caminhada por um dos cartões postais da cidade, o Pão de Açúcar. Reunidos na Praia Vermelha, na Urca, os colaboradores da Repsol Sinopec Brasil, e seus familiares, aproveitaram o sábado de sol para se reunirem aos professores da Vip Trainning, que dão aulas de ginástica laboral na companhia, e fizeram a trilha do Morro da Urca. A programação da Semana do Meio Ambiente deste ano foi desenvolvida a partir do tema proposto pelo Programa das Nações Unidas para o Meio Ambiente (PNUMA) em 2013: Pensar – Comer – Conservar. 
 
 
 
 
 
Comprometido com o futuro

Seminário na Espanha discute os novos caminhos do setor energético mundial.
 
 
Manter a competitividade produtiva e o desenvolvimento tecnológico com maior segurança e preservando o meio ambiente, esses são os principais desafios da indústria petrolífera na atualidade. Pensando nisso, foi realizado no dia 13 de junho, em Madri, na Espanha, o Seminário: "Segurança como Prioridade na Exploração Offshore de Petróleo", organizado pelo Club Español de la Energia, com patrocínio da Repsol Sinopec Brasil.
 
Contando com representantes de petroleiras de vários países – EUA, Brasil, Holanda, Noruega e Espanha- o encontro discutiu as medidas de segurança desenvolvidas pelas companhias do setor e os principais problemas enfrentados por elas nas atividades offshore. Essas discussões são fundamentais para o desenvolvimento econômico das sociedades contemporâneas, pois um dos grandes desafios do século XXI será resolver a precariedade do acesso à energia sustentável de boa parte da população mundial. População que até 2050 deve chegar a 9 bilhões de pessoas.
 
Para suprir essa crescente demanda é natural que sejam exploradas todas as formas de energia disponíveis no planeta. Isso, aliás, já vem sendo feito por alguns países, principalmente europeus, que buscam diversificar suas matrizes energéticas para diminuir a dependência de hidrocarbonetos. No entanto, apesar dos esforços de governos, sociedade civil, e empresas no desenvolvimento de energias renováveis, petróleo e gás continuam sendo a única fonte de energia economicamente viável para suportar o crescimento das nações.
 
Diante desse enorme desafio, a exploração offshore ocupa um espaço cada vez maior na seara energética. Somente na Europa, estão em atividades 900 locais de exploração de petróleo offshore, do Mar do Norte ao Mediterrâneo. No Brasil, quase toda a produção de petróleo é offshore, e a recente descoberta do pré-sal colocará o país como um dos maiores produtores do mundo. Isso denota grandes investimentos em pesquisa, tecnologia e segurança. Estima-se que até 2020 serão investidos mais de 220 bilhões de dólares no país.
 
Para falar sobre a experiência brasileira, participaram do seminário representantes de órgãos reguladores do país (ANP/ IBAMA) do setor empresarial e do Instituto Brasileiro de Petróleo, Gás e Biocombustíveis (IBP). Foi apresentada a legislação do setor, os processos de regulamentação, o funcionamento das rodadas de licitação, a liberação das licenças ambientais, e estatísticas sobre a importância da atividade para a economia do país. Segundo Milton Costa Filho, Secretário Geral do IBP, em 1993 o petróleo representava 2% do PIB brasileiro. Vinte anos depois esse número subiu para 12%, e a expectativa é que aumente ainda mais com o início da produção do pré-sal.
 
Esta iniciativa do Club Español de la Energia, abre uma porta de maior interlocução das atividades de regulamentação e de produção entre Brasil e Espanha. Foram estabelecidos importantes contatos que facilitarão a criação de comissões bilaterais para o estudo de melhores práticas, legislação ambiental, impacto das atividades offshore e intercâmbio tecnológico entre os dois países. Para José Maria Moreno, CEO da Repsol Sinopec, "neste momento em que o Brasil passa a ter protagonismo internacional com o potencial do pré-sal, é muito importante facilitar e incrementar os vínculos governamentais e empresarias como forma de maximizar os resultados dos países e das empresas."
 
 
 
 
2º Workshop Técnico de Segurança e meio Ambiente
 
2º Workshop técnico de segurança e meio ambiente é realizado no Rio.
 
 
O Rio de Janeiro foi sede do 2º Workshop Técnico de Segurança e Meio Ambiente da Repsol. O evento foi aberto pelo CEO da Repsol Sinopec Brasil, José Maria Moreno, e contou com a presença de gestores de segurança, meio ambiente e de outras unidades de negócios em que a Repsol está presente. Realizado anualmente, o workshop discute as diretrizes da companhia, os avanços tecnológicos da indústria e as novas ferramentas de gestão corporativas a serem implantadas pela empresa. O primeiro workshop foi realizado ano passado em Lima, no Peru. Em 2014, será a vez de Houston (EUA) receber o evento.
 
 
 
 
 
 
Elegância e virtuosismo

Sarau Repsol Sinopec recebe Marcos Sacramento e Zé Paulo Becker
 
 
O Sarau Repsol Sinopec Brasil recebeu no mês de junho o cantor Marcos Sacramento e o violonista Zé Paulo Becker. Lançando o cd: "Todo Mundo quer Amar", a dupla apresentou um show onde a cadência do samba foi o pano de fundo para as diversas formas de amar. Além da interpretação segura de Sacramento, cuja maturidade vocal o coloca como um dos grandes intérpretes da atualidade, Zé Paulo Becker deu um show de técnica e virtuosismo para as canções que ele, e o lendário e Paulo César Pinheiro, compuseram para o cd. O Sarau Repsol Sinopec Brasil é transmitido ao vivo pelo site da companhia. Para acompanhá-lo basta acessar o site: www.repsolsinopec.com.br.