Novo sistema de segurança para detectar fuga de hidrocarbonetos é desenvolvido
Sistema tornará as operações offshore ainda mais seguras
 
 
A Repsol, em parceria com a Indra, empresa multinacional de tecnologia, acaba de criar o HEADS (Hydrocarbon Early Automatic Detection System, na sigla em inglês), um sistema que, como o próprio nome sugere, permite detectar fugas de hidrocarbonetos no meio aquático assim que estes se iniciem, independendo das condições do mar ou de visibilidade da água. 
 
A criação deste sistema único – que combina sensores de monitoramento, interpretação automática e alarmes sem intervenção humana, permitindo que a detecção de qualquer incidência no meio aquático tenha um tempo de resposta inferior a dois minutos – tornará as operações offshore da companhia ainda mais seguras.
 
 
Para desenvolver o sistema, a Repsol utilizou seu amplo conhecimento em exploração e produção offshore e aportou toda a tecnologia disponível no Centro de Tecnologia Repsol (CTR), que conta com um laboratório capaz de reproduzir as condições climatológicas encontradas em alto mar. Por sua parte, a Indra disponibilizou seu conhecimento em algoritmos de interpretação de imagens e sua experiência no tratamento de dados em tempo real, assim como na construção e utilização de radares e câmaras de infravermelho.
 
O HEADS faz parte da convicção que a Repsol tem acerca da importância a ciência, a tecnologia e a inovação têm para que a sociedade tenha acesso a energias inteligentes, e se une a outros êxitos da companhia, como o projeto Caleidoscópio, desenvolvido em colaboração com a 3DGeo, empresa em obtenção de imagens sísmicas, e a Universidade de Stanford, o projeto Sherlock, que transformaram o CTR em uma referência inovação e tecnologia.
 

 
 
 
Show beneficente arrecada alimentos para a Pequena Cruzada
Colaboradores da Repsol Sinopec trocaram seus ingressos por 1kg de alimento não perecível 
 
 
Para comemorar a ida do Sarau Repsol Sinopec para sua nova casa, na Pequena Cruzada, instituição filantrópica sem fins lucrativos que atende a 250 crianças, o companhia promoveu, no dia 26 de março, um show beneficente para seus funcionários com a cantora Marianna Leporace. Para assistir à apresentação, os colaboradores trocaram 1kg de alimento não perecível pelo ingresso.
 
 
“É com grande prazer que traremos o Sarau aqui para a Pequena Cruzada, que promove um trabalho tão importante para a sociedade. E nada melhor do que, neste pré-Sarau só para nossos colaboradores, dar o pontapé inicial com uma pequena contribuição”, afirmou José María Moreno, CEO da Repsol Sinopec Brasil, referindo-se aos 200 kg de alimentos angariados pelos funcionários da companhia e doados à Pequena Cruzada.
 
No palco, Marianna Leporace abriu a noite com algumas músicas de seu último disco, São bonitas as canções, parceria dela com a pianista Sheila Zagury em que executam versões das composições de Chico Buarque e Edu Lobo para teatro. Em seguida, cantou alguns dos consagrados afro-sambas de Baden Powell. A reta final do show foi dedicada a clássicos do Samba.
 
“Para mim é uma honra ter sido convidada para fazer este pré-Sarau. É um show especial, que marca uma nova etapa do projeto. Sou fã incondicional do Sarau Repsol Sinopec, um projeto extremamente importante para os artistas e para a música brasileira”, falou Mariana ao subir ao palco.
 
A abertura da temporada 2014 do Sarau Repsol Sinopec, evento que abre espaço para os novos talentos da MPB e reverencia os já consagrados, será aberta no dia 30 de abril, com o show do trombonista Vittor Santos. Assim como em 2013, todas as apresentações, que ocorrem na última quarta-feira do mês, serão transmitidos ao vivo pela internet, com link a partir do website e da página no Facebook da companhia.
 
 
 
 
 
CEO da Repsol Sinopec se reúne com Príncipe de Astúrias
Encontro também teve a presença de outros executivos espanhóis e brasileiros

 
Em um café da manhã organizado pela Embaixada da Espanha no dia 12 de março, em São Paulo, o CEO de Repsol Sinopec Brasil se reuniu com o herdeiro do trono Espanhol, Felipe de Borbón, Príncipe de Astúrias. Com a presença da Junta Diretora da Câmara Oficial Espanhola de Comércio no Brasil e de executivos de empresas brasileiras e espanholas, o objetivo do evento foi debater oportunidades de negócios em ambos os países.
 
 
“No que diz respeito ao setor energético, o Príncipe ressaltou os avanços do mercado de óleo e gás obtidos desde a abertura do mercado de petróleo em 1997. Também conversamos a respeito do pré-sal, do regime partilha e da questão do conteúdo local. Outro tópico abordado foi o da produção de gás natural, produto que o Brasil importa mas do qual há enormes reservas no país”, conta o CEO da Repsol Sinopec, José María Moreno. 
 
O Príncipe de Astúrias também aproveitou a reunião para salientar que a Espanha é o segundo país que mais investe no Brasil e reforçou que investimentos brasileiros também são muito bem vindos na Espanha. “Nosso país oferece muitas oportunidades para novos investimentos, em um ambiente de total segurança jurídica e legal”, declarou Felipe de Borbón.
 
A Junta Diretora da Câmara Oficial Espanhola de Comércio no Brasil, por sua vez, apresentou ao Príncipe o cenário dos principais setores de negócio com a presença de empresas espanholas no Brasil, com destaque para os mercados de energia, telefonia, financeiro, infraestrutura e turismo.
 
 
 


 
Palestra de Boas Práticas e Processamento de Pescados reúne mais de 60 em Ubatuba
Maior parte dos presentes trabalha no Mercado de Peixe da cidade
 
 
A Plataforma Educativa Repsol Sinopec, em parceria com a Secretaria Municipal de Pesca de Ubatuba e a colônia de pescadores Z-10, promoveu, no dia 27 de março, a palestra Boas Práticas e Processamento de Pescados. A atividade foi assistida por 64 moradores de Ubatuba, grande parte deles trabalhadores do Mercado Municipal de Peixe.
 
 
“Ficamos muito contentes com a grande procura, sinal de que o tema é muito pertinente à vida das populações litorâneas que têm grande parte de seu sustento vindo da pesca”, diz Leandro Guerise, diretor do Instituto Atlantis, que realiza a gestão da Plataforma Educativa em parceria com Repsol Sinopec Brasil.
 
Além dos cursos “POP (Pescador Profissional)”, “Mecânica preventiva de motores”, “Gestão de resíduos de embarcações” e “Processamento de pescados”, serão realizadas outras duas ações extracurriculares: a palestra “Microcrédito e empreendedorismo”, em parceria com a Prefeitura de Ubatuba e a Caixa Econômica Federal, e uma ação com a Secretaria Municipal de Saúde, em que a população da cidade poderá ir até a Plataforma para se consultar com um clínico geral.
 
A Plataforma Educativa fica em Ubatuba até 11 de abril e depois segue para São Sebastião, onde chega no dia 14 do mesmo mês, e Ilhabela, dia 12 de maio. Conheça mais sobre o projeto em wwww.repsolsinopec.com.br e www.facebook.com/repsolsinopec.